skipToMain
Siga-nos:

A "emoção muito grande" de N’Dinga no Centenário e o "momento": a supertaça

Pedro C. Esteves
Futebol \ quinta-feira, setembro 22, 2022
© Direitos reservados
Mesmo agora, o médio que representou os conquistadores durante dez épocas diz não perder um jogo do Vitória SC. “Ganhar a Supertaça foi dos melhores momentos que tive aqui”, recordou.

N’Dinga voou do Canadá para Guimarães para celebrar os 100 anos de um clube que, mesmo agora, não lhe é estranho. "Não há comparação" com o clube que conheceu entre 1986 e 1996 e estar presente no Centenário é "uma emoção muito grande".

“Para mim, jogar no Vitória foi um grande feito. Quando cheguei, nunca pensei que ia jogar”, frisou aos jornalistas pouco antes de começar a comemoração solene no Multiusos de Guimarães. 

Um dos mais requisitados na noite de gala dos conquistadores, para fotos e depoimentos, o antigo médio natural de Kinshasa, atual República Democrática do Congo, lembrou os momentos mais marcantes com a camisola do Vitória Sport Clube. “Ganhar a Supertaça foi dos melhores momentos que tive aqui”, frisou.

N’Dinga está nomeado para o onze do centenário. O Vitória SC foi o único clube que representou na Europa. O antigo centro campista voe atualmente no Canadá, país do último clube que represntou.