skipToMain
Siga-nos:

Vitória SC: Ficha limpa em cinco jogos, mesmo com a defesa em rotação

Bruno José Ferreira
Futebol \ quarta-feira, agosto 17, 2022
© Direitos reservados
Moreno já utilizou sete defesas neste arranque de época, ensinando quatro quartetos defensivos diferentes. Em seis jogos ficou com a baliza a zeros em cinco.

Os seis jogos oficiais disputados pelo Vitória SC esta temporada – quatro da Liga Conferência Europa e dois do campeonato – fazem saltar à vista os números defensivos da equipa de Moreno. Nesses seis jogos o Vitória SC encaixou três golos, todos no mesmo jogo, o que significa que nos restantes cinco jogos a folha de serviço ficou em branco.

Números que impressionam ainda mais se levarmos em linha de conta que o técnico vimaranense já utilizou sete jogadores no setor mais recuado, montando quatro quartetos defensivos diferentes. De um jogo para o outro Moreno nunca repetiu um quarteto defensivo, o que que consolida o processo defensivo da equipa.

 

DEFESAS UTILIZADAS POR MORENO

Vitória SC – Puskás (Conference League) | 0 golos sofridos

Miguel Maga, Jorge Fernandes, Mumin e Ogawa

 

Puskás – Vitória SC (Conference League) | 0 golos sofridos

Miguel Maga, André Amaro, Mumin e Ogawa

 

Hajduk Split – Vitória SC (Conference League) | 3 golos sofridos

Miguel Maga, André Amaro, Villanueva e Ogawa

 

Chaves – Vitória SC (Liga Bwin – 1.ª jornada) | 0 golos sofridos

Miguel Maga, André Amaro, Villanueva e Hélder Sá

 

Vitória SC – Hajduk Split (Conference League) | 0 golos sofridos

Miguel Maga, André Amaro, Mumin e Ogawa

 

Vitória SC – Estoril (Liga Bwin – 2.ª jornada) | 0 golos sofridos

Miguel Maga, André Amaro, Villanueva e Hélder Sá

 

Destes dados salta à vista o facto de os três golos sofridos até agora serem registados no embate disputado na Croácia, frente ao Hajduk Split, o que faz com nos restantes cinco jogos – dois em casa e três fora de portas – o Vitória SC não tenha sofrido qualquer golo.

A nível individual o destaque vai para o jovem lateral direito Miguel Maga, que foi o único defesa titular nos seis jogos disputados até agora, sendo o segundo jogador do plantel – a seguir ao guarda-redes Bruno Varela – com mais minutos somados. Maga foi substituído ao minuto 89 no jogo em casa com o Hajduk, o que o impede de ser totalista.

De resto, Jorge Fernandes soma apenas 45 minutos uma vez que está entregue ao departamento médico. O defesa central até foi titular no primeiro jogo oficial da temporada, mas acabou por sair lesionado ao intervalo.

 

MINUTOS DE CADA JOGADOR DO SETOR DEFENSIVO

Miguel Maga (6 jogos) – 539 minutos

André Amaro (5) – 405

Mumin (4) – 360

Ogawa (4) – 343

Villanueva (4) – 271

Hélder Sá (3) – 188

Jorge Fernandes (1) – 45

 

Estes números do setor defensivo do Vitória SC têm ainda mais impacto atendendo à média de idades dos defesas utilizados até agora por Moreno. Os sete jogadores utilizados têm uma média de idades de 23 anos, sendo que, por exemplo, os dois defesas mais utilizados têm apenas dezanove e vinte anos, Miguel Maga e André Amaro, respetivamente. 

Para o sucesso defensivo do Vitória SC neste arranque de campeonato muito tem também contribuído Bruno Varela, totalista na baliza vitoriana. O guarda-redes tem rubricado atuações decisivas, essencialmente no campeonato, quer em Chaves quer na receção ao Estoril, tendo uma dose considerável de responsabilidade nos triunfos pela margem mínima alcançados pelo Vitória SC.