skipToMain
Siga-nos:

Os sub-19 foram sextos numa época que criou “alicerces” para as próximas

Tiago Mendes Dias
Futebol \ segunda-feira, maio 30, 2022
© Direitos reservados
De saída do Vitória, o treinador Rui Tomé enaltece as chamadas inéditas à seleção nacional de alguns jogadores e a promoção às equipas B e sub-23, defendendo que o futuro está “salvaguardado”.

O empate a dois golos com o Rio Ave, em plena academia vitoriana, encerrou, no sábado, uma temporada que marcou o regresso dos sub-19 à fase de Apuramento de Campeão. Ausentes da fase decisiva desde 2017/18, os juniores recuperaram um lugar entre as oito melhores equipas portuguesas do escalão, ao classificarem-se na segunda posição da zona Norte. No derradeiro ciclo de 2021/22, o Vitória SC foi sexto, com 10 pontos em 14 jornadas, mas o treinador, Rui Tomé, crê que a época foi bem mais do que o resultado final.

“Faria sentido realçar não só os feitos que conseguimos alcançar, mas a forma como o fizemos. Tanto na primeira fase como na segunda, mais de 50% do tempo total de jogo foi feito por juniores de primeiro ano. Isto valoriza ainda mais o que foi feito”, afirma ao Tempo de Jogo o timoneiro dos sub-19 nas duas últimas temporadas.

Contratado no defeso de 2020, o técnico enaltece as chamadas inéditas de cinco juniores vitorianos às seleções portuguesas de sub-18 e de sub-19, as promoções “infindáveis” à formação sub-23 e a presença de nomes como Alberto Baio, Ni e Nogueira na equipa B, que compete na Liga 3.

Esse crescimento, vinca, é “resultado de um processo de qualidade e de um compromisso muito grande de todos os elementos do grupo de trabalho”, que rasga horizontes para o futuro do emblema preto e branco. “Não só tivemos uma prestação muito interessante nesta temporada, como criámos os alicerces para as próximas temporadas. De certeza que o futuro do Vitória está salvaguardado (…). Mais tarde ou mais cedo, alguns destes atletas jogarão pela equipa principal, sem qualquer tipo de dúvida”, prossegue o técnico que, no passado, já representou Boavista, FC Porto, Sporting e Sporting de Braga.

 

Rui Tomé orientou os juniores do Vitória nas últimas duas épocas e cessa agora funções

Rui Tomé orientou os juniores do Vitória nas últimas duas épocas e cessa agora funções

 

Treinador de saída: “Foi um gosto estar neste projeto”

A versão 2022/23 dos sub-19 do Vitória terá outro timoneiro ao leme. Rui Tomé cessou funções após o duelo com os vila-condenses, materializando uma decisão comunicada à administração vitoriana em abril. “Em inícios de abril, tomei uma decisão relativamente ao meu futuro. Comuniquei à direção que não ia continuar no projeto Vitória. Foi tudo muito claro. Na próxima temporada, já não estarei no Vitória. Foi um gosto estar neste projeto, mas são etapas. Isto faz parte do mundo do futebol”, informa.