skipToMain
Siga-nos:

Tomás Händel: "Queremos dar uma alegria aos adeptos que tanto merecem"

Hugo Marcelo
Futebol \ quinta-feira, setembro 16, 2021
© Direitos reservados
O médio vitoriano confessou ter ficado "arrepiado" com o ambiente vivido no D. Afonso Henriques no último jogo para o campeonato e quer um triunfo em Arouca para "premiar" a dedicação dos adeptos.

O médio do Vitória SC, Tomás Händel, fez o lançamento do embate frente ao FC Arouca, a contar para 6.ª jornada da Liga Portugal Bwin, agendado para as 20h30 deste sábado, no Estádio Municipal de Arouca.

Tomás Händel acredita que, fruto da "qualidade existente na primeira liga", será um "jogo dividido" e que a equipa está a trabalhar "afincadamente para corrigir e potenciar o que de bom tem feito" para regressar às vitórias. "Vai ser um jogo complicado e sobretudo depois do último jogo, o que aconteceu no D. Afonso Henriques foi algo muito especial e queremos voltar rápido às vitórias e dar uma alegria aos adeptos que tanto merecem. O Vitória sempre se caracterizou por um espírito de equipa muito afincado, muito sobressaído e temos de transportar o que fizemos no último jogo, essa vontade, esse querer, para Arouca", vincou.

Fora dos convocados, devido a lesão, no último jogo do campeonato frente ao Belenenses SAD, o médio vitoriano não ficou indiferente ao apoio vindo das bancadas do D. Afonso Henriques e revelou ter ficado "arrepiado" com o ambiente à volta da equipa. “Infelizmente não pude contribuir no último jogo, mas aquilo que vivi no estádio foi arrepiante. A massa adepta é única. Quando estávamos em dificuldade, eles foram fantásticos e conseguimo-nos transcender e ultrapassar todos os obstáculos, muito devido a eles. Saímos desse jogo, claramente, muito reforçados porque a nossa união é fabulosa, a comunhão que há entre a equipa e os adeptos é fantástica, entre a equipa e a cidade é fantástica e agora, como é óbvio, queremos chegar ao jogo com o FC Arouca e premiar toda esta dedicação, premiar estes adeptos, e premiar, sobretudo, a nossa equipa com um triunfo.”

O internacional sub-21 português falou ainda sobre o nível elevado do trabalho e da exigência que reina no grupo orientado por Pepa. “Sinceramente eu acho que a este nível, num clube como o Vitória, o nível de entrega, quer se seja da formação, quer se seja um jogador que vem de fora, tem de ser sempre o máximo. O nível de entrega e de responsabilidade tem de estar sempre no máximo porque só assim é que vamos ter sucesso num clube como este. O mais importante é confiarmos naquilo que temos feito até agora de muito bem. Como disse no início, há coisas a corrigir, temos espaço para melhorar, estamos a trabalhar durante a semana para melhorar aquilo que fizemos menos bem, mas confiamos muito em nós, confiamos muito nas ideias do treinador e vamos conseguir dar a volta a este ciclo de dois empates e regressar às vitórias", referiu.

Com seis pontos em cinco jogos realizados, o Vitória SC desloca-se ao terreno do FC Arouca para tentar regressar ao caminho dos triunfos, após dois empates nas duas últimas jornadas a contar Liga Portugal Bwin.