skipToMain
Siga-nos:

Venda de Rochinha assumida: “Não vou pedir dinheiro às anteriores direções”

Redação
Futebol \ terça-feira, julho 05, 2022
© Direitos reservados
O presidente do Vitória confirmou o negócio ao diário desportivo O Jogo, justificando que o clube tem de “arranjar capital para pagar contas” e que o extremo “não tinha vontade de renovar contrato”.

A transferência de Rochinha para o Sporting, propalada por dois milhões de euros, com o Vitória SC a manter 10% do passe, foi confirmada pelo presidente António Miguel Cardoso, em declarações ao diário desportivo O Jogo. O dirigente justificou o negócio com a necessidade de “arranjar capital para pagar contas” e também com o “desejo de sair” do extremo de 27 anos, capitão da formação vitoriana.

"A venda do Rochinha, que não tinha vontade de renovar contrato, acabou por ser propícia. Evitámos também que o Rochinha mudasse de clube no fim da época como jogador livre. Estou aqui para resolver os problemas do Vitória, a responsabilidade é minha e com certeza não vou pedir dinheiro às anteriores direções do clube", comentou.

António Miguel Cardoso adiantou também que o plantel só terá mais entradas depois de se verificarem saídas, havendo opções em vista para a posição de extremo. O responsável salientou ainda que “o futuro desportivo do Vitória passa por aliar dois ou três jogadores experientes a um conjunto de jovens promissores, preferencialmente oriundos da formação”, aproveitando-se “oportunidades de mercado” como Mikel Villanueva, Matheus Índio, Jota, Ogawa e Anderson. "A situação financeira do clube assim o exige. Os jogadores contratados têm qualidade e muito vontade de triunfar com o “rei” ao peito", disse.