skipToMain
Siga-nos:

A “espuma” dos resultados

Raul Rocha
\ segunda-feira, agosto 08, 2022
© Direitos reservados
Moreno, que merece pela coragem e capacidade toda a confiança dos vitorianos, conhece já melhor os croatas e saberá corrigir as debilidades da 1ª mão e anular os seus pontos fortes, Livaja em especial

Duas vitórias, um empate, uma derrota, esta a sequência do Vitória nos primeiros quatros jogos oficiais de 2022/2023. Três na Europa, um na liga. Três fora, um só em casa. Que as próximas sequências sejam iguais, só pode desejar o adepto. As expetativas desta época não são altas, mas valorização de jogadores, confirmação da quinta equipa portuguesa na Europa com conquista de pontos e novo apuramento na classificação final da liga, e vitórias em jogos mobilizadores dos nossos adeptos como sucedeu, ontem, em Chaves.

Tudo a confirmar-se. Ruben Lameiras e Jota Silva, nas alas, fazem esquecer Rochinha e Edwards, na Europa estamos a cumprir, acreditamos que na quarta-feira estaremos na montra europeia, a vitória em Chaves foi intensamente vivida e festejada.

É certo que os resultados são “espuma”. Hoje de maré alta, amanhã de maré baixa. Se a sequência dos jogos em Split e Chaves, com os mesmos resultados, tivesse sido ao contrário, o estado dos adeptos não seria tão auspicioso. É, por isso, que é importante analisar séries e não um único jogo. Mas os primeiros dezassete dias da época – de 21 julho a 7 agosto – oferecem boas perspetivas.

Na Europa, o Vitória passeou perante o Puskas, teve dificuldades na Croácia, perante um adversário experiente e superior, mas não tanto, que podemos e devemos acreditar que é possível viver na quarta-feira uma gloriosa tarde europeia.

A superior qualidade de Miguel Maga, Mumin, Tiago Silva, André Almeida, Ruben, André e Jota Silva pode ter, esta época, a derradeira oportunidade de se mostrar na montra europeia. Todos eles, e os não referidos, vão querer alcançar uma subida de patamar quer nas suas carreiras, quer no ranking europeu do Vitória.

Moreno, que merece pela coragem e capacidade toda a confiança dos vitorianos, conhece já melhor os croatas e saberá corrigir as debilidades da 1ª mão e anular os seus pontos fortes, Livaja em especial.

Agosto ainda está no início. Veremos como termina, com que plantel fica no final o Vitória para a extensa época 2022/2023. Todos sabemos que, nestes dias, os melhores ainda estão na montra. O Vitória ainda irá vender. Para além das compensações financeiras necessárias, essa também é a oportunidade por que esperam novos valores, novos ídolos.

Toda a confiança.